Para quem possui muita matéria para estudar, os livros esquematizados acabam sendo ótimas opções, a fim de absorver o conteúdo necessário para realizar uma boa prova ou atividade em sala, por exemplo. Geralmente, tais obras focam no essencial, de modo a apresentar as informações em um formato que prioriza o entendimento e a objetividade.

Não se convenceu de que os livros esquematizados podem ser uma boa ideia? Continue lendo para ver algumas vantagens desse formato!

Os mapas mentais ajudam muito na fixação da matéria

Estudar apenas lendo, por mais que seja a forma mais comum entre os estudantes do ensino superior, não costuma ser a mais eficiente para absorver todo o conteúdo. A leitura cansa a vista, e, em algum momento durante o estudo, o cérebro não assimilará todas as informações como outrora. Nesse sentido, buscar métodos que não pesem ou cansem muito a mente é necessário.

Os mapas mentais, então, se mostram uma boa opção para quem deseja fixar o conteúdo de uma forma mais eficiente. Nesse caso, a leitura ainda é essencial, visto que são os livros os principais fornecedores de informações aos estudantes. No entanto, o propósito do mapa mental é, de certa forma, “resumir” o conteúdo em poucos termos interligados por setas – que, juntas, formam um mapa.

É como se todas as informações estivessem contidas nessas poucas palavras. Ao revisar o mapa mental construído acerca de uma determinada matéria, a tendência é que o aluno se recorde do seu conteúdo conforme analisa o mapa. Durante a sua construção, o estudante exercita o cérebro para realizar a seleção e consequente organização das palavras – algo que contribui, e muito, para a fixação do conteúdo.

Assim, além de entender toda a matéria e se sentir bem preparado para alguma prova ou concurso, ele ainda confecciona um ótimo material para revisão posterior.

Esquemas e mapas mentais são mais práticos e fáceis de serem revisados

Escrever, de forma geral, ajuda a fixar o conteúdo, por mais extenso que ele seja. Nesse sentido, há quem prefira confeccionar resumos das matérias, escritos em prosa e com o uso de poucas cores. É inegável que nesse método há, sim, alguma eficiência – pensando nos estudos -, no entanto, há alguns fatores que podem ser questionados.

Em termos de praticidade, os resumos pouco se destacam. Em uma eventual revisão da matéria, na noite anterior ou logo antes da prova, ler mais uma vez um extenso resumo pode ser cansativo. Nesse sentido, os mapas mentais são uma opção com mais potencial para relembrar o estudante da matéria toda, visto a facilidade de serem revisados.

Ressalta-se, no entanto, que resumos e esquemas discorridos são, sim, uma boa opção para os estudos. Aliando-os aos mapas mentais, a tendência é que os resultados nas provas sejam bem melhores do que estudar apenas lendo o livro ou confeccionando resumos sem cores e cansativos de ler.

Leia mais: Conheça as matérias do 1º ano da faculdade de Direito

Poucas palavras e muito mais entendimento do conteúdo

Livros didáticos “grossos”, como as doutrinas do Direito, são, de fato, bem completos em relação ao conteúdo sobre um determinado assunto. Nesse sentido, a eficiência do seu estudo pode ser baixa. Mesmo compenetrado e dedicado, dificilmente o aluno retém tamanha quantidade de informação – selecionando, de forma inconsciente, apenas parte do conteúdo para ser fixado.

Em determinadas situações, por exemplo uma prova da faculdade, é recomendado que a doutrina – no caso do âmbito jurídico -, seja, sim, estudada, mas, posteriormente, complementada com um novo estudo da matéria baseado em esquemas, de modo a ser facilmente absorvida pelo aluno. As poucas palavras podem levar a um entendimento melhor do conteúdo.

Esquematizado: a coleção facilita os seus estudos!

Pensando em todas as vantagens de livros esquematizados relatadas acima, para os estudantes de Direito, a coleção Esquematizado é composta por obras que prometem facilitar os estudos. Tendo toda a matéria essencial de diferentes áreas do Direito, seu conteúdo é subdividido em vários tópicos, sendo complementado com mapas mentais e outros elementos visuais que contribuem para o aprendizado do aluno.

Um fator de destaque da coleção é a escaneabilidade que o formato utilizado propicia para a matéria a ser estudada. Nesse sentido, a forma como os assuntos e temas relacionados ao Direito são apresentados importa – e muito. Ressalta-se, no entanto, que o conteúdo é totalmente contemplativo, contendo todas as informações necessárias para o pleno entendimento do assunto em questão.